100 thoughts to “Cypher – Símios EP 04 – Bruxaria – Alra l Wicca l Ninah l Laís l Killabi l Meire D’Origem”

  1. Passando pra agradecer geral pela atenção, em especial as minhas amigas bruxas que chegaram nessa bala comigo e a todos os envolvido…Satisfação!!

  2. MEU DEUS QUE MARAVILHOSO. Na moral, bom demais. Wicca me passa seu whatsapp amor. RS
    Laís você é demais!!! Amei tudo, amei todas. Desejo muito sucesso. ❤️

  3. Alra É o rap fei, isso aqui não é internet Tem que ser frente a frente Corpo, alma, mente, boombap trap Solta que nóis solta a voz A caminhada é longa e as mina cada vez mais feroz Sente o baque Ó que nem cheguei pra ser destaque Isso é obra prima, ritmo, poesia e coragem Coragem aqui tem de sobra 17 anos e já carrego o peso do rap A cota nas costas Na alma na mente, faço de uma forma Tão verdadeira que o espírito geme Mas não treme e se cair nois levanta Eu aprendi com as ruas Ela solta a mão até das crianças Deslizando nas base, isso aqui não é fase É rap de verdade, não tô pra bater nave Mas pode seguir a batida do seu coração Que eu sou freestyleira nata do vale E não rimo em vão Calma! Que eu nem comecei a falar Mc de batalha, mc de se expressar Mil letras, mil histórias pra contar Mil cuzão pra me derrubar, dez mil minas pra eu levantar Não mexe comigo, não ando sozinha Sou cria das bruxas, entendo de bruxaria Nos queimaram, voltamos com magia em forma de rap Essa parte eu deixo pra Wicca Já falei tudo que tinha que falar nessa track Wicca Da minha rima, deu baque, eu tô pra matar padre Meu estilo é o ataque, teu tempo é tic tac Quer mais bruxa que Maria? Com barriga de magia Engravidar sozinha e dar a luz a profecia Catequize o capeta talvez você consiga Eu sou erva daninha nunca fui coroinha Sem reino eu sou rainha Rica em sabedoria Erva que ameniza, erva que me ameniza Sigo os iguarapé os tupi, a minha fé Caminho das águas esculpida como itararé Se teu Deus me vê dá ré, não que eu não tenha fé É que pra mim Deus é outro, Deus sempre foi mulher Joana Darc como minha referência De 100 anos bruxa Queimada pela igreja E eu tô pra guerra, desde que eu entrei pra atmosfera E eu sou a fera, que era a caça agora berra Tentaram me queimar nessas fogueiras, mas não morri Eis me aqui, tenho pesadelo e nunca adormeci Santa inquisição, nem quero teu mercy Se eu me importasse com opinião nem tava aqui Faço por mim, tô pronta pro que vim Sou bruxa sempre fui, mandinga a quem feriu Morreu quem perseguiu Bruxa sempre se uniu Se atenta tio Pavio é curto, sorte que nem se explodiu Sorte que nem se explodiu As bruxas não se testa Do rap eu sou o feto E dele eu sou promessa Ninah Reis Ninah Reis prazer, vem chegando aqui na cena Me apresento pra vocês, sou a preta problema Escamosa, sou negona encostando na moral Mostrando pra vocês que o rap é fundamental As palavras na minha boca, tá com o gosto de feu De tanto ver cuzão não fazendo o seu papel A mina só trabalha, cuida da casa, cuida dos filhos Tudo que ela faz nada é reconhecido Chega de algazarra, nós chegamos pra arrumar Consertar, nós viemos aqui pra empoderar Subir no palco e bater no peito, dizer eu canto rap Quando chega nas ideia, fica em choque até se perde O rap é verdade, tem que ter bala na agulha Se não tiver as mina descasca você na unha Não tamo de brincadeira, viemos pra somar O 012 inteiro, as minas vai representar Linha de frente, se liga não tô moscando não tiozão Não é atoa que encosto com mentevolução Sua inveja, minha fé nunca vai me derrubar Tenho minha proteção e nela posso confiar Esquece o doce, tamo aqui pra revidar Deboiando nas ideias, eu jamais vou me calar Nossa voz vai ecoar 012 representar Lais A realidade que você não enxerga, querendo ou não Agora vai ter que escutar Chego pesada, pesando na track na trap Muleque, vão ter que aturar Por isso eu chego e é sem ironia As mina do vale muita valentia Seguindo somente a luz que me guia Vocês não entendem o que é ritmo e poesia Nessa sintonia, então vê se não me testa Na cerimônia tu é mestre Então relaxa que eu tô chave mestra Fechada com arte e é sem roteiro As minas chegaram, vocês se esconderam Ouviram meu rap e se renderam Me deram o mic e se arrependeram Moro? um litro de rap que transbordou Bebeu uma dose e se embriagou Dona do caos não do caô Cortinas se abriram, e ninguém mais fechou Mas isso não pode Um gole do meu rap você morre de overdose Não! Não falo em geral, sou general Conte, pensa, cê quer pagar pau Mas é normal, bata continência Meu rap é constante, eu vim da lama Hoje sou diamante Ninguém consegue mais me brecar Não venha com papo de me lapidar Todas as minas representar Conquistando meu próprio lugar Quanto mais querem meu fim Mais de mim vão ouvir falar Killabi Conhecida pelos free, escrevi isso daqui O beat num é boombap mas na voz é killabi Chego até mudar o tom, cansei da situação Pra nós só cabe o refrão, aqui não Tendeu? Tamo armada já entendemos o recado As mina juntas são arregaço Lado a lado, eu venho pra desconstruir os macho escroto E honrar a Dina Di Com a maldade não me espanto, saiu jogando Não fico no banco, faço gol dou passe e a maioria é de letra Aguente firme fei, os mic tá com as buceta Planejamento, ginga, papel e caneta A nossa força e da natureza inteira Fica ligeiro que ninguém tá pra brincadeira Mas que revolta, eu faço rap com certeza Chegando com a luz pra trazer clareza Não espere de mim muita leveza Rima pesada doi a cabeça Coloque os capacetes ou se entristeça Ou se entristeça Meire Disseram que não era sério, banalizaram o nosso protesto Que as mina no topo não vira Talento é o que conta e nossa chance é zero Falaram pra eu não reclamar, que enquanto eu reclamo Os mano trabalha Eu vim pra calar sua boca Se as chances são poucos Vamos aproveitar Com mic no punho, eu degolo Os corre é notório, as manas aqui não mosca Seu rap fajuto pipoca os mano lambe bola tudo emocionado Levanta um pra falar mal, nóis se aprimora e aumenta a aposta Não quero voltar ao assunto Mas sempre que eu fujo, cês vem e me acorda Enquanto não se desconstroem Nois fecha o bonde e nos beats destroi Cês querem calar minha boca Não rimo pra poucas, cansamos do algoz Cês não pediram e fizeram piada Segura a rajada não nos calarão Nas linhas socos to pique adriana Nocauteando machista cuzão Rap sem massagem só mina pesada Rap de mensagem bem mais que textão O choro é livre nós tava entalada A opressão nos fez revolução

  4. Salve, gostariamos de entrar em contato com Wicca, ninah e killabi (por enquanto) para uma produção a capela de um projeto que estamos desenvolvendo. Estado de Guerra. E pelo facebook não estamos conseguindo fazer contato. será que tem outro meio que possamos entrar em contato com elas? vlw

  5. Nuazza, um dia eu chego no nível delas e nois grava junto #ZL #SANJA #medeixaserfigurantenumclipekjjjj

  6. As minas juntas são o arregaço. Lado a lado pra desconstruir os machos escroto e honrar a Dina Di 👊👊👊

  7. Queria comentar alguma coisa a mais, mas não sai nada além de: Que época a gente vive, hein!
    Parabéns mesmo! Sucesso sempre!

  8. meu deusssssss tava só por achar esse som de novo, parabéns e obrigado pelo trampo q vcs fizeram sem palavras, força na bruxaria, camc aqui

  9. Wicca Tic tac Ass🔥 , Som pesadíssimo, tenho uma dívida de gratidão com sãs mina da cena do rap expressal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *